Quais São as Vantagens do Aditivo Superplastificante?

Antonio Neves
Escrito por
Antonio Neves
Publicado em
26/3/2020
Atualizado em
20/4/2021
Quais São as Vantagens do Aditivo Superplastificante?

O aditivo superplastificante é um material que tem ganhado bastante espaço na engenharia civil de forma geral. Afinal, pode ser empregado tanto nas obras tradicionais quanto nas técnicas de construção seca, como os pré-moldados.

Por essa razão, você precisa se informar bastante sobre essas opções, visto que podem melhorar significativamente a eficiência das suas obras ao trazer mais agilidade e reduzir desperdícios. Ficou interessado? Acompanhe o post!

Sem Tempo Para Ler? Clique no Play Abaixo para Ouvir Esse Conteúdo!
superplastificante para concretos, argamassas e grautes
BlokGraute Pro+
Superplastificante para Concretos, Argamassas e Grautes
CONHEçA AGORA
Eflorescência: Saiba Tudo Sobre Essa Patologia
MATERIAL GRATUITO

Eflorescência: Saiba Tudo Sobre Essa Patologia

baixe grátis

Qual a diferença do aditivo superplastificante e as opções tradicionais?

Há dezenas de tipos de aditivos disponíveis no mercado para melhorar a eficiência do concreto e trazer novas funcionalidades a um dos materiais mais usados na construção civil. Com eles, é possível acelerar a cura, impermeabilizar, reduzir a tensão superficial e melhorar a fluidez para utilizá-lo em aplicadores mecânicos.

A importância dessas substâncias é tão grande que há uma norma técnica especialmente para regulá-la, a NBR 11768, que os divide nas seguintes categorias.

Incorporadores de ar

Esses aditivos aumentam a atração da mistura de concreto pelas partículas do ar. Desse modo, é possível criar uma liga mais leve e volumosa para a mesma proporção de água e cimento. Ela pode ser utilizada durante operações de amassamento manual e mecânico com as betoneiras.

Por outro lado, o concreto com ar incorporado prejudica na impermeabilização de superfícies molhadas, pois diminui a resistência à penetração da água. Por esses motivos, é utilizada, principalmente, em tarefas de preenchimento de vãos. Raramente tem alguma função estrutural de sustentação (como colunas e vigas), pois concretos com incorporadores de ar tem uma baixa resistência à compressão.

Aceleradores de pega

Os aceleradores de pega têm a função de reduzir o período que leva para a mistura do concreto se transformar do estado plástico para o sólido. Essa ação tem vários objetivos, sendo os principais trazer mais agilidade para as obras e aumentar a resistência mecânica do concreto nas idades iniciais sem, contudo, alterar a sua pega.

Fora essa aplicação, em indústrias de artefatos de concreto pré-fabricados, pré-moldados industriais, bloquetes, pavers, pisos cimentícios, revestimentos 3D cimentícios e pisos atérmicos, o acelerador de pega pode ser utilizado como um instrumento para a desmoldagem das peças em um tempo menor. Dessa forma, reduzindo o tempo de produção das peças e aumentando a produtividade, principalmente em épocas em que a temperatura é mais baixa.

Retardadores da pega

É a função oposta da anterior, buscando deixar o concreto em estado plástico por muito mais tempo. Eles deixam a mistura trabalhável por muito mais tempo e otimizam as condições de concretagem. Com isso, é possível reduzir o desperdício de material e as interrupções frequentes da concretagem.

Redutores de água

São substâncias que reduzem a quantidade de água no concreto sem, entretanto, modificar sua consistência, ou que mudam sua consistência sem alterar a quantidade de água utilizada. Seus objetivos são:

  • manter a trabalhabilidade da mistura mesmo quando se reduz a relação de água/cimento, melhorando sua resistência;
  • facilitar a trabalhabilidade sem reduzir a quantidade de água e mantendo a resistência;
  • reduzir a quantidade de cimento utilizada na mistura de concreto sem alterar a trabalhabilidade e a resistência;
  • melhorar a coesão e a homogeneidade;
  • reduzir a permeabilidade.

Ainda, os redutores de água podem acumular as outras funções que citei acima:

  • aceleração da pega;
  • retardo da pega;
  • incorporação de ar.

Ademais, dentro da classe de redutores de água, encontramos três tipos: os plastificantes, os superplastificantes do tipo I e os plastificantes do tipo II. A principal diferença entre eles é a capacidade de reduzir a relação água/cimento:

Todas essas classes são polímeros utilizados em diversas indústrias e com mecanismos muito diferentes. Os plastificantes tradicionais têm como base os lignosulfatos, que são adsorvidos na mistura de concreto, conferindo uma carga negativa aos espaços intermoleculares. Desse modo, há uma repulsão mútua que gera a plastificação da mistura.

No caso dos superplastificantes tipo I, como o naftaleno e a melamina, os aditivos englobam as moléculas do cimento, gerando uma nuvem de carga negativa a seu redor. Com isso, elas se repelem mutuamente.

Por fim, há os éteres policarboxílicos e os compostos nitrogenados (superplastificantes do tipo II), que causam a estabilização estérica da mistura em vez da repulsão eletrostática. Com isso, é possível aumentar a potência redutora de água, reduzindo a quantidade de ar no concreto, aumentando seu adensamento e, consequentemente, aumentando sua resistência.

Os superplastificantes aumentam bastante a eficiência das obras tradicionais e são realmente imprescindíveis na indústria dos concretos pré-moldados e pré-fabricados, além dos artefatos de concreto que mencionei mais acima.

Quais são os usos dos tipos de aditivos superplastificantes?

Na prática, os superplastificantes apresentam as seguintes aplicações.

Superplastificantes tipo I

É um superplastificante menos potente, cuja redução da quantidade de água na mistura de concreto fica entre 12% e 20%. Portanto, é mais utilizado nas obras tradicionais para melhorar a trabalhabilidade e a durabilidade das misturas do que na construção civil industrial.

Geralmente, apresenta-se como um aditivo de pega normal utilizado em concretos com maior teor de argamassa. No entanto, há também versões retardadoras, aceleradoras e incorporadoras de ar.

Superplastificantes do tipo II

Além de trazer mais trabalhabilidade em obras tradicionais, é utilizado na construção civil industrial com as estruturas pré-fabricadas e pré-moldadas. Afinal, permite uma melhor fluidez da mistura plástica para que ela se adéque uniformemente às formas sem deixar bolhas nem fissuras. Os melhores aditivos podem alcançar uma redução de 40% da proporção de água.

Como escolher o tipo correto para seu projeto?

Os superplastificantes são bem versáteis, utilizados em muitos concretos. O tipo II, mais potente, é amplamente empregado na construção civil moderna para a fabricação de vários tipos de concreto, como:

  • de alta resistência inicial;
  • pré-fabricados;
  • de alto desempenho (CAD);
  • autoadensável (CAA);
  • concreto protendido;
  • argamassas, grautes e concretos que necessitam de baixo fator água/cimento e alta fluidez.

Quais as vantagens dos superplastificantes?

Os superplastificantes apresentam diversos benefícios para os projetos de engenharia civil, pois otimizam as propriedades do concreto tanto no estado fresco quanto no endurecido. No entanto, é sempre importante avaliar as características do aditivo de cada marca, pois as propriedades variam bastante. Como expliquei, alguns deles podem alterar o tempo da pega, incorporar água, entre outras.

Em relação ao nosso superplastificante, o BlokGraute Pro+, ele se enquadra nos superplastificantes do tipo II, pois é capaz de reduzir a água em aproximadamente 40%. Com isso, conquista-se as seguintes vantagens no concreto fresco:

  • aumento da coesão das argamassas;
  • redução da segregação;
  • fluidez da argamassas e de grautes;
  • aumento da trabalhabilidade do concreto;
  • redução do tempo de cura.

Em relação ao concreto endurecido, ele melhora globalmente as principais propriedades que buscamos no concreto:

  • aumento da impermeabilidade;
  • aumento do módulo de elasticidade;
  • aumento da durabilidade do concreto;
  • redução de fissuras de retração plástica;
  • aumento da resistência à compressão;
  • aumento das resistências iniciais e finais;
  • aumento da resistência à flexão;
  • melhor acabamento do concreto endurecido.

Como você pôde notar, a aplicação do aditivo superplastificante no concreto é uma das medidas mais interessantes para otimizar a usabilidade e a funcionalidade dessa mistura. Afinal, proporciona melhorias ao concreto tanto no estado fresco quanto no endurecido. Para isso, escolha fornecedores que trabalham com os melhores materiais, como a Blok.

Está precisando fazer um orçamento ou encontrar os melhores aditivos do mercado? Então, entre em contato conosco e conheça as nossas soluções!

Entre para o time dos
melhores profissionais
da indústria da contrução civil
e mantenha-se sempre
informado sobre os maiores
avanços da sua profissão.