Umidade Ascendente: Entenda Como Evitar Esse Tipo de Infiltração

Antonio Neves
Escrito por
Antonio Neves
Publicado em
23/11/2020
Atualizado em
20/4/2021
Umidade Ascendente: Entenda Como Evitar Esse Tipo de Infiltração

O aspecto físico de um ambiente influencia muito no conforto e bem-estar de quem frequenta o espaço.

Sendo assim, além de investir na decoração externa e interna da casa, é muito importante que você, como proprietário do imóvel, esteja atento ao surgimento de alguns fatores que podem comprometer a beleza e comodidade dos moradores, como é o caso da umidade ascendente.

Provavelmente, você já entrou em algum ambiente e percebeu a presença de paredes manchadas e descascadas no rodapé da parede, certo?

Esse problema, além de prejudicar a aparência do revestimento, também afeta a saúde de quem frequenta o ambiente, por causa do aparecimento de mofos e emboloramento nas paredes.

Por isso, tomar os devidos cuidados para evitar o surgimento desse problema é fundamental.

Sabendo disso, preparamos este artigo com o objetivo de explicar para você o que é umidade ascendente e o que fazer para evitar o seu surgimento. Acompanhe a leitura!

impermeabilizante para pressão negativa
Blok EP 2
Resina Impermeabilizante para Pressão Negativa
CONHEçA AGORA
[Livro Gratuito] Impermeabilização Por Pressão Negativa e Positiva
MATERIAL GRATUITO

[Livro Gratuito] Impermeabilização Por Pressão Negativa e Positiva

baixe grátis

O que é umidade ascendente?

A umidade ascendente se refere às infiltrações que ocorrem por causa do efeito de capilaridade da água presente no solo subindo contra a força da gravidade no revestimento.

Trata-se de um encharcamento que acontece de baixo para cima, pois a umidade do solo é absorvida pela parede, inclusive, em alguns casos a mancha na superfície pode alcançar uma altura de um metro em relação ao piso. Já presenciamos alguns casos até mesmo acima de um metro e meio acima do solo.

O primeiro sinal desse problema é o surgimento de pequenas bolhas por baixo da pintura próximas ao rodapé que, quando negligenciadas, podem se tornar maiores e contribuir com o surgimento de mofo e bolor. De forma geral, os principais responsáveis por causar a umidade nas paredes são os materiais que foram utilizados na construção.

Isso porque, independentemente da qualidade do impermeabilizante, com o tempo, os vergalhões de ferro que foram utilizados para fazer o alicerce e os pilares, por exemplo, servem de guia para direcionar a umidade para as paredes. Sem contar que os poros da própria alvenaria servem de “esponjas” que absorvem a água do solo.  

Por causa disso, construções que utilizam materiais com alta porcentagem de porosidade tendem a absorver mais a umidade do solo. Então, consequentemente, a pressão da sucção da água será maior e a deterioração das paredes também.

Como evitar a umidade ascendente?

Como já mencionamos, a umidade não só prejudica o aspecto físico da superfície da parede como também danifica a estrutura da construção e afeta a saúde de quem frequenta o ambiente. Para se ter uma ideia, o mofo é responsável por provocar doenças alérgicas, rinite, tosse seca, dores de cabeça, piorar o quadro de saúde de quem tem asma e transmitir bactérias que causam infecções.

Em casos mais graves, é possível desencadear quadros de pneumonia e problemas oculares em pessoas que vivem em ambientes com incidência de bolor. Dessa forma, os esporos causam irritações, coceiras, alergias na pele e nos olhos. A situação fica ainda pior quando as pessoas expostas são idosas, gestantes, crianças ou aquelas que já tiveram alguma doença que as deixaram com imunodeficiência.

Embora os problemas com umidade sejam comuns e cedo ou tarde apareçam nas paredes, é muito importante que os proprietários tenham a preocupação de buscar alternativas que retardem ao máximo esses problemas. Lembrando que, quando há um cuidado desde o início da construção, é possível garantir que não ocorra a infiltração nas paredes em hipótese alguma.

Sendo assim, se você vai construir o seu imóvel tenha a preocupação de impermeabilizar as estruturas de fundação que terão contato direto com o solo, como é o caso da viga baldrame e da alvenaria de nivalemento.

Em grandes edificações, é ideal utilizar impermeabilizantes integrais ou de profundidade na concretagem de toda a estrutura que tiver contato com o solo, como os blocos de concreto, vigas baldrame e o piso do último subsolo.

Em construções menores, é necessário fazer a impermeabilização dos materiais como blocos de coroamento e, vigas sapatas. Para evitar ainda mais que a umidade do solo passe para as paredes, você pode colocar uma camada de brita no fundo e nas laterais dos elementos estruturais.

Caso a umidade do lençol freático chegue até as paredes, é ideal fazer uma drenagem profunda com o auxílio de trincheiras drenantes. Além disso, aconselhamos que você faça uso de calhas e rufos para evitar a criação de poças nas imediações do seu imóvel.

Essas dicas de impermeabilização dos materiais que mantêm o contato com o solo servem para quem está na fase de construção. Agora, se o imóvel já está pronto e a umidade ascendente já deu indício de seu surgimento, o ideal é retirar todo o revestimento da parede para fazer um novo tratamento com argamassa polimérica.

Outras dicas que você pode adotar são:

  • para você que ainda vai construir, priorize uma construção que favoreça a ventilação, o isolamento adequado, a iluminação e evite práticas que resultem na condensação de água do solo;
  • se o imóvel está sendo construído em uma região úmida, tenha o cuidado de escolher materiais de qualidade com menos porosidade e faça a impermeabilização de tudo que possa contribuir com a umidade;
  • utilize um desumidificador em períodos nublados ou quando o ar-condicionado ficar constantemente ligado;
  • faça uso de tintas antimofo;
  • realize manutenções preventivas constantemente;
  • mantenha o ambiente sempre arejado.

Como funciona a impermeabilização?

A impermeabilização nada mais é do que a aplicação de um produto impermeável em áreas e materiais que você deseja proteger contra a umidade. Mas para acertar na escolha do produto é importante levar em consideração o tipo da estrutura e a força da pressão da água, que pode ser positiva ou negativa.

Nesse caso, a pressão positiva ocorre quando a força da água é aplicada diretamente sobre o sistema impermeabilizante. Enquanto que a pressão negativa é quando a pressão da água é aplicada no sentido oposto ao sistema de impermeabilização.

Essas foram as nossas dicas para você evitar o surgimento da umidade ascendente. Embora saibamos que em determinadas situações a umidade é um problema constante, ressaltamos ainda mais a importância de prezar pela qualidade dos materiais e fazer a impermeabilização correta e as manutenções preventivas, a fim de manter esse problema o mais longe possível do seu imóvel.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre o assunto? Então, conheça agora mesmo quais são os melhores produtos para a impermeabilização.

Entre para o time dos
melhores profissionais
da indústria da contrução civil
e mantenha-se sempre
informado sobre os maiores
avanços da sua profissão.