Infiltração no Concreto

Antonio Neves
Escrito por
Antonio Neves
Publicado em
17/4/2020
Atualizado em
20/4/2021
Infiltração no Concreto

Manchas nos cantos, mofo e bolhas. É assim que começa, podendo terminar de forma extremamente desagradável. Dificuldade com infiltração no concreto é uma manifestação patológica bem conhecida no ambiente de construção.

Esse problema pode afetar diferentes partes de uma edificação e trazer prejuízos incalculáveis, caso não seja remediado de forma correta. Mas você sabe como resolver?

As intervenções para reparar as partes afetadas, muitas vezes, só atendem a curto prazo, aumentando a dor de cabeça do responsável pela obra. Quando os problemas voltam a acontecer é sinal de que a infiltração não foi bem diagnosticada, impedindo que o mal seja cortado pela raiz.

Esse pesadelo das construções sempre tem uma origem. O problema é que muita gente não entende o nível do perigo que a umidade pode proporcionar para as edificações, tampouco sabe como resolver o gargalo em sua totalidade.

Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre os frequentes problemas da infiltração no concreto e como podemos atuar de modo preventivo e corretivo. Confira a seguir.

silano siloxano para fachada base água hidrorrepelente silano siloxano
BlokSeal
Silano Siloxano
CONHEçA AGORA
Eflorescência: Saiba Tudo Sobre Essa Patologia
MATERIAL GRATUITO

Eflorescência: Saiba Tudo Sobre Essa Patologia

baixe grátis

Quais são os principais danos causados pela umidade no concreto?

A maioria dos materiais em uso nas construções tem característica porosa. Esses espaços por onde a água se infiltra se apresentam em diferentes graus de porosidade, mas, ainda assim, é necessário ficar sempre alerta a respeito de como a umidade pode evoluir.

Amplamente utilizado nas construções do país, o concreto tem um alto grau de porosidade e depende da excelência no processo de impermeabilização. Caso contrário, os problemas com infiltrações serão certeiros. Continue acompanhando para saber quais são os maiores danos causados pela infiltração no concreto.

1. Corrosão da armação

As normas brasileiras recomendam que as seções de aço tenham um cobrimento mínimo de concreto. Essa medida visa evitar a exposição da armação, pois ela leva à corrosão.

Quando não há um volume mínimo de concreto em volta de toda a ferragem, as exigências técnicas estão sendo ignoradas e as consequências podem ser desastrosas a longo prazo. Por conta de erros no processo de impermeabilização, o concreto pode ser “lavado”, comprometendo a capacidade de resistência da estrutura em si.

2. Carbonatação

A carbonatação é um fenômeno de formação dos carbonatos pela reação de gás carbônico com os hidróxidos presentes no concreto. Isso acontece porque o ar penetra nos poros do concreto e, em sua composição, ele contém gases como o nitrogênio, oxigênio e gás carbônico.

A elevação no pH do concreto é um fator de proteção das armações, já que o ambiente fica muito desfavorável para a corrosão. No entanto, a carbonatação só atrapalha esse processo, reduzindo o pH do concreto em doses significativas. Vale ressaltar que esse fenômeno acontece com mais frequência em regiões com temperaturas mais elevadas e umidade relativa do ar.

3. Eflorescências oriundas da lixiviação do concreto

Em qualquer situação em que a água esteja em um ambiente ou compartimento mal impermeabilizado, as eflorescências podem aparecer. Apesar disso, essas patologias são mais comuns em estações de tratamento e reservatórios de água.

Para explicar, é preciso entender que no processo de cura, após a reação do cimento com a água, são formados vários sais. A grande quantidade de água existente nos reservatórios, piscinas e estruturas do tipo força as paredes do compartimento e se infiltra por meio dos poros mal impermeabilizados. Assim, os sais reagem com a água e provocam as eflorescências, normalmente da cor branca.

Como consequência, o concreto pode ficar menos estável e causar um péssimo visual. Além disso, a eflorescência abre caminho para a corrosão da estrutura por meio de gases e outros materiais. A boa notícia é que ela pode ser combatida com soluções específicas desenvolvidas em laboratório.

Como resolver os casos de infiltração no concreto?

Antes de colocar a mão na massa para resolver qualquer caso de infiltração, é necessário inspecionar e diagnosticar o quadro patológico. Sem a causa da manifestação patológica, é impossível avançar com segurança. O ideal é que um profissional experiente avalie o caso e a impermeabilização. Aliás, executá-la durante a obra é muito mais vantajoso e econômico do que depois que as falhas surgirem.

A impermeabilização pode ser aplicada exatamente no ato da construção da estrutura. Desse modo, a proteção para o material será muito mais eficaz, oferecendo longinquidade para a superfície.

O que acontece em diversos casos é que muitas pessoas utilizam soluções tradicionais como processos definitivos em edificações ainda feitas com aplicações antiquadas. Com o passar do tempo, elas se tornam avariadas, de modo que nem a impermeabilização prévia impede as infiltrações. Nesses casos, é preciso reparar a infiltração e analisar os fatores estruturais necessários na busca pelo método de impermeabilização mais eficaz.

Caso você queira impermeabilizar uma superfície que apresenta trincas, fissuras ou outros sinais de falhas, será preciso preenchê-las com selante pu antes do acabamento. Já em pisos, é necessário fazer com que a água possa escoar. Portanto, não se esqueça de prever pelo menos 1% de inclinação.

Toda superfície áspera e desnivelada pode ser uniformizada para facilitar a aderência da membrana ou do material de impermeabilização.

Por que uma boa impermeabilização aumenta a qualidade do concreto?

Quando a impermeabilização do concreto é feita de maneira perfeita, as estruturas ganham muito mais vida útil. Para além disso, uma série de problemas poderá ser evitada, como a carbonatação, corrosão e surgimento de eflorescências. Quem ignorar os processos de impermeabilização poderá colher arrependimento e transtorno no futuro.

Como os hidrofugantes podem ajudar nesse processo?

A hidrofugação é a repelência da água e da umidade, sem alterar o brilho da superfície, por meio da ação de compostos químicos específicos. Logo, os hidrofugantes podem ser verdadeiros aliados contra as infiltrações graças à alta performance na conservação da estrutura e à preservação estética que valoriza a edificação. O uso mais comum para os hidrofugantes é em fachadas e pisos, tendo alta recomendação para:

  • revestimento de fachadas em textura projetada;
  • aplicações em concreto aparente;
  • fachada de pedra porosa;
  • tijolo à vista;
  • cerâmica não esmaltada.

E aí? Você não pode deixar o seu trabalho se estragar por conta de erros na impermeabilização, certo? Esperamos que este artigo tenha ajudado a compreender quais são os perigos reais da infiltração no concreto e como fazer para evitar correr riscos.

Se você deseja repelir os efeitos da água e proteger qualquer superfície da construção que recebe um impacto mais constante de fluidos, conheça a linha BlokSeal. Os produtos da linha Blok foram desenvolvidos em laboratórios específicos e oferecem a proteção necessária para aumentar a performance durante a impermeabilização. Entre em contato.

Entre para o time dos
melhores profissionais
da indústria da contrução civil
e mantenha-se sempre
informado sobre os maiores
avanços da sua profissão.