Forma Para Bloco de Concreto: Conheça Todos os Tipos Agora

Antonio Neves
Escrito por
Antonio Neves
Publicado em
16/1/2021
Atualizado em
20/4/2021
Forma Para Bloco de Concreto: Conheça Todos os Tipos Agora

Você está pensando em começar ou aprimorar a produção de blocos de concreto? Esse pode ser realmente um bom momento para diversificar seu portfólio e buscar novos mercado. No entanto, para ter uma melhor compreensão do negócio de fabricação desses artefatos, precisamos também entender a respeito de detalhes importantes para um produto de qualidade. E isso passa pelos diferentes tipos de forma para bloco de concreto.

Primeiramente, é válido destacar que, devido à sua durabilidade e resistência, o concreto é um material de construção muito popular. Ele tem uma aplicabilidade abrangente, desde os bueiros de drenagem que correm sob nossas ruas até as paredes das casas mais modernas. Ele forma o centro de muitos de nossos arranha-céus e compõe as calçadas que utilizamos rotineiramente. 

Os arquitetos apreciam o concreto por sua eficiência energética e pela sensação de segurança que traz a um espaço.

E, na construção civil, os blocos de concreto são visados por agregarem agilidade, rendimento, produtividade e melhor relação custo-eficiência aos projetos - de modo geral, é mais rápido construir com blocos de concreto do que com tijolos, o tempo de seu assentamento é menor e a quantidade de argamassa é reduzida expressivamente com seu uso.

O cliente final residencial também tem buscado no bloco de concreto um recurso para inovar na construção, reforma ou decoração de seu lar. Ainda, os blocos de concreto tendem a apresentar menos eflorescência depois de assentados e grande resistência, o que torna sua demanda frequente para os mais diferentes públicos. 

Hoje, os blocos de concreto são produzidos praticamente em todo o mundo também devido à sua alta qualidade e à demanda por materiais de construção econômicos e versáteis. E muitos desses atributos que fazem desses artefatos tão qualificados estão relacionados à forma para bloco de concreto.

Então, continue a leitura e compreenda mais sobre o trabalho com esse tipo de artefato e descubra mais sobre a importância, o papel e os tipos de forma para bloco de concreto. Acompanhe a seguir.

Sem Tempo Para Ler? Clique no Play Abaixo para Ouvir Esse Conteúdo!
desmoldante para concreto
BlokForma Metais
Desmoldante para Concreto para Formas Metálicas
CONHEçA AGORA
Eflorescência: Saiba Tudo Sobre Essa Patologia
MATERIAL GRATUITO

Eflorescência: Saiba Tudo Sobre Essa Patologia

baixe grátis

O mercado de fabricação de bloco de concreto

Devido, entre outras coisas, às propriedades químicas versáteis e favoráveis ​​do bloco de concreto, sua aplicação segue consistente na construção civil, o que faz com que uma das características mais reconhecidas desse mercado seja, justamente, a demanda frequente.

No entanto, a flutuação do custo da matéria-prima para a fabricação de blocos de concreto é um desafio para as empresas que atuam nesse segmento, demandando ações proativas para evitar desperdícios - como os que ocorrem com peças despadronizadas, com acabamento disforme e com o mau uso de algum insumo.

Além disso, há no país, de acordo com levantamento, mais de 2.500 fábricas de blocos de concreto, sendo 90% dessas de micro ou pequeno porte. Números como esses demonstram que esse é um mercado rentável, porém competitivo.

Mas isso não deve ser impeditivo para você produzir ou melhor a sua fabricação de bloco de concreto. Para empresas que se especializam, buscam diferenciais e oferecem atendimento e produtos de qualidade, há boas oportunidades de lucratividade nesse tipo de operação. 

Isso também ocorre por questões como a substituição gradativa do modelo de alvenaria de vedação pelo modelo estrutural na construção civil - que é o feito a partir de artefatos de concreto.

Programas de incentivo à habitação, como foi o Minha Casa Minha Vida e deverá ser o Casa Verde e Amarela, também ajudam a aquecer esse mercado.

Hoje, suprir a demanda de blocos de concreto de grandes construtoras e incorporadoras, de fato, é um objetivo de quem fabrica esses artefatos. Mas também é possível ampliar seu radar mercadológico, incluindo nele, por exemplo, o segmento varejista.

Esse costuma representar uma boa porta de entrada para produtores iniciantes ou de menor escala de blocos de concreto. Ainda, atender diretamente o cliente residencial também pode ser um nicho rentável, especialmente para peças mais customizadas.

Como se diferenciar nesse mercado?

O bloco de concreto é utilizado amplamente no Brasil. De fato, esse foi o primeiro tipo de bloco a ter uma norma brasileira para cálculo de alvenaria estrutural. Apesar disso, como há um grande número de fabricantes, há em alguma medida falta de qualidade em alguns dos artefatos produzidos. Preencher esse espaço que não está sendo suprido de forma adequada, oferecendo blocos de alta qualidade, é um dos caminhos para ter sucesso e vantagem competitiva nesse setor.

Cabe destacar que, para se diferenciar por qualidade, produzindo blocos de concreto de estética e resistência superiores, é recomendado trabalhar com máquinas de fazer blocos também qualificadas, que disponibilizem forma para bloco de concreto dentro dos padrões estipulados, assim como com aditivos que melhorem qualidade e produtividade do trabalho.

As formas e tamanhos dos blocos de concreto mais comuns foram padronizados, justamente, para garantir uma uniformidade e confiabilidade a essas peças. Sua fábrica pode se tornar uma referência em fornecer peças dentro desses atributos. Mas ela também pode ir além. 

Há oportunidades também para fabricantes oferecerem variações do bloco básico para agregar ao projeto efeitos visuais exclusivos ou para fornecer recursos estruturais desejáveis ​​para aplicações especializadas. Por exemplo, um fabricante pode projetar um bloco especificamente para resistir ao vazamento de água pelas paredes externas. Construir seu próprio nicho também pode ser uma forma de ter mais competitividade e vantagem nesse tipo de negócio.

Ainda, você pode criar linhas de menor escala para atender clientes finais, como artefatos decorativos para jardins, vasos de design exclusivo para plantas, racks, bancos, mesas, etc. 

Hoje, as estéticas brutalista e industrial, com blocos de concreto aparentes, estão bastante em alta. Sua empresa pode se posicionar como referência no fornecimento de artefatos para esse tipo de arquitetura e design. 

Tipos básicos de bloco de concreto

Ainda antes de falarmos sobre os diferentes tipos de forma para bloco de concreto, também é importante lembrarmos sobre os tipos de artefatos que elas poderão produzir.

As normas vigentes no Brasil estipulam, basicamente, dois tipos de blocos de concreto, de acordo com a sua aplicação, a saber:

  • Bloco vazado de concreto simples para alvenaria sem função estrutural (definido na ABNT NBR 7173);
  • Bloco vazado de concreto com maiores resistências para alvenaria estrutural (definido na ABNT NBR 6136).

Nesse ponto também é válido destacar que o bloco de concreto com fundo (isso é, não vazado) está em desuso e não é normatizado pela ABNT. 


Diferentes tipos de produção de bloco de concreto

O bloco de concreto é um dos vários produtos de concreto pré-moldado usados ​​na construção. O termo pré-moldado se refere ao fato de que os blocos são formados e curados antes de serem levados para o local de trabalho - o canteiro de obra, por exemplo.

De forma bastante resumida, podemos dizer que a produção de blocos de concreto (sejam eles sólidos, celulares ou ocos) consiste em quatro processos básicos: mistura, moldagem, cura e cubagem. No entanto, na prática, sabemos que tudo isso é mais abrangente e complexo.

A seguir, saiba mais sobre os modelos de produção de bloco de concreto:

Fabricação de blocos totalmente manual

O primeiro bloco de concreto oco foi projetado em 1890, por Harmon S. Palmer, nos Estados Unidos. Após 10 anos de experimentos, Palmer patenteou o projeto em 1900. Os blocos de Palmer tinham 8 pol. (20,3 cm) por 10 pol. (25,4 cm) por 30 pol. (76,2 cm), e eram tão pesados ​​que precisaram ser erguidos no lugar com um pequeno guindaste. Porém, a ideia foi sendo rapidamente desenvolvida e, ainda em 1905, cerca de 1.500 empresas já estavam fabricando blocos de concreto nos Estados Unidos.

Esses primeiros blocos eram geralmente moldados à mão e a produção média era de cerca de 10 blocos por pessoa por hora. Ainda hoje, é possível ter um processo de produção totalmente manual.

Este é um negócio de pequeníssima escala. A vantagem desse método produtivo é que ele precisa de um orçamento que pode ser bastante baixo, já que não demanda investimento em maquinário e outros recursos.

A desvantagem desse método é que ele consome muito tempo, você precisa de mais mão de obra, seu custo de mão de obra deverá ser maior, sua proporção de mistura não será a mesma ao longo do tempo e a qualidade dos produtos será diferente e inferior, porque o poder de vibração não é aplicado na linha de produção e a capacidade é muito baixa, estando sujeita a erros e despadronizações característicos de qualquer processo estritamente manual. 

Fabricação semiautomatizada de blocos de concreto

O método semiautomático cobre algumas das desvantagens do método de fabricação manual. No semiautomático, um misturador e uma máquina são utilizados. O misturador agiliza o preparo da argamassa e a máquina fornece geralmente mais de 2 blocos (no mínimo 3 blocos) em cada prensa. Isso já representa um incremento na capacidade total de produção e na qualidade geral das peças. 

As desvantagens deste sistema são que o misturador e a máquina são operados por um funcionário, demandando custo com mão de obra. O carregamento da matéria-prima para o misturador também é feito por trabalhadores, o que pode tornar esse modelo oneroso se não for bem projetado. Esse modelo também demanda uma área de cura maior para secar os blocos de concreto. 

Produção automatizada de bloco de concreto

Para alterar o sistema semiautomático para um sistema automático, normalmente é adicionada uma lista de equipamentos, que pode incluir: funil de agregado, correia de pesagem sob a tremonha de agregado, correia transportadora para alimentar o misturador, sistema automático de coleta de paletes, entre outros. 

Nesse tipo de produção, ganha-se em escala e precisão, sendo utilizada a quantidade exata de insumos na proporção estipulada para a fabricação dos blocos de concreto. Passa-se a ter mais processos operados automaticamente nesse modelo, embora seja necessário que o equipamento seja acionado e controlado por um operador humano. 

Ainda assim, a demanda de mão de obra é bastante reduzida, assim como a necessidade de área de cura. 

Produção totalmente automatizada de bloco de concreto

Nesse modelo, todos os processos são feitos automaticamente por máquinas. Tudo o que você precisa fazer é fornecer as matérias-primas necessárias e apenas apertar o botão iniciar para que a fabricação comece. Entretanto, ainda pode ser necessário um operador de empilhadeira para transferir os paletes para a seção de cura.

A principal desvantagem deste sistema em relação aos demais é que, naturalmente, ele é muito mais caro.

Qual é o papel das formas na fabricação de bloco de concreto?

Chegamos agora no ponto certo para falarmos mais a respeito da forma para bloco de concreto - também conhecida como cofragem. Conforme a ABNT NBR 15696, as formas apresentam a função básica de moldar o concreto até a sua cura. 

Na prática, as formas são espécies de moldes utilizados para que a geometria dos blocos seja garantida e para fazer com que o concreto seja contido quando estiver fresco até que a resistência esperada seja alcançada. 

A forma para bloco de concreto pode também ajudar a agregar características estéticas para a superfície das peças e a garantir que as prescrições trazidas por normas quanto a atributos como o formato do bloco sejam atendidas. 

Ela também contribui para que o trabalho seja mais rápido e eficiente e para que não haja desperdício no consumo de materiais. 

Por tudo isso, é fundamental optar por formas de alta qualidade, durabilidade e adequadas para seu projeto de bloco de concreto, considerando questões como peso do concreto, pressão lateral a ser suportada, estabilidade, estanqueidade, facilidade para montar e desmontar e outras. 

Conheça os principais tipos de forma para bloco de concreto

A forma para bloco de concreto pode ser feita de materiais que vão da madeira simples a plásticos reciclados. Ela pode ter revestimento com placas de aço para evitar danos durante a compactação e para reduzir o desgaste.

Ainda, todas as partes da forma devem ser ligeiramente afiladas para que possam ser facilmente removidas do bloco.

A seguir, conheça mais detalhes sobre alguns dos principais tipos de forma para bloco de concreto:

Madeira

A forma de madeira é a alternativa mais antiga e convencional, podendo ser composta por tábuas de pinho, cedrinho, jatobá, pinus, além de madeiras serradas, compensadas e plastificadas. 

Na verdade, a madeira começou a ser utilizada em formas na construção civil há bastante tempo, especialmente por, na época, ser um recurso abundando no país. Entretanto, com o passar dos anos, o custo desse insumo aumentou, o que incentivou o desenvolvimento de projetos mais estruturados para essas formas. Com o tempo, o recurso, em algumas apresentações, se tornou mais escasso, isso alinhado a demandas de preocupação com sustentabilidade fez com que novas opções de forma fossem desenvolvidas. 

Entretanto, mesmo diante de outras alternativas, a madeira continua sendo utilizada para forma para bloco de concreto. Especialmente para a fábrica de pequeno porte, esse é um modelo mais acessível de forma. 

Ainda assim, é importante considerar que ela tende a apresentar menor durabilidade e resistência nas junções. Também pode estar sujeita a deformações e ser inflamável. 

Mas, se você considerar que essa é a opção mais indicada para seu projeto, lembre-se de que, com a forma de madeira, torna-se fundamental trabalhar com um agente desmoldante, de modo a retirar a forma mais facilmente após a secagem do concreto e evitar que esse fique grudado na forma, o que não é incomum ao se trabalhar com a forma de madeira. 

Metais

Entre os tipos de forma para bloco de concreto, as de metal, especialmente em relação às de madeira, se destacam por possibilitarem o atendimento a um maior volume de produção de artefatos.

Quando essas surgiram, elas eram importadas e utilizadas principalmente em grandes projetos. Hoje, seu uso já está mais popularizado, porém, elas continuam sendo utilizadas mais largamente na produção em grande escala e onde se precisa elevar a produtividade

Um diferencial dessas formas é sua alta durabilidade. Em relação à forma de madeira, ela apresenta grande ganho em termos de possibilidade de reutilização, resistência aprimorada e uma montagem mais ágil. O acabamento também é um destaque, possibilitando superfícies com alto grau de padronização e uniformidade. Tudo isso reflete em um preço mais elevado do que a forma de madeira, porém, considerando-se os reúsos e a longa vida útil, esse custo pode ser diluído ao longo do tempo e tornar-se atrativo. 

Cabe salientar que, nos projetos em que não seja possível a desforma, a forma para bloco de concreto metálica pode ser uma boa alternativa. Nessas situações, ela tem o papel de ser a chamada forma perdida - tendo ou não função estrutural no bloco e não sendo reutilizada por ser incorporada a ele. 

Mista

Nos últimos anos, novas alternativas de forma para bloco de concreto foram desenvolvidas para suprir necessidades mais atuais e pontuais das fábricas e do mercado. A forma feita de materiais mistos mostra-se como uma opção para quem está em busca de redução de custos e de melhor eficiência em relação à madeira, por exemplo.

Sua composição pode incluir chapas de madeira compensada revestida e perfis metálicos, entre outros itens. 

Plástico

O plástico é conhecido por sua grande versatilidade e essa característica tem feito muitas empresas optarem por trabalhar também com forma para bloco de concreto feita de plástico - incluindo PVC, plástico reforçado com fibra de vidro, polipropileno, poliuretano e outros.

Essas formas são caracterizadas por sua leveza, resistência mecânica e por um custo geralmente atrativo em relação à forma para bloco de concreto feita de metal. Ainda, elas têm um manuseio prático e apresentam facilidade na montagem. 

No entanto, é importante considerar que existe risco de quebra desse tipo de forma, que pode apresentar menor durabilidade.

Depois de escolher a forma correta, escolha um desmoldante de qualidade

Como vimos, a escolha cuidadosa do tipo de forma para bloco de concreto ideal para seus projetos é fundamental. Mas, mesmo que tenha encontrado a forma mais adequada, se você não pensar além e buscar mais facilidade e eficiência para o processo de desmoldagem, o cuidado anterior poderá não ser suficiente.

Nesse contexto, o desmoldante poderá ser seu grande aliado. Os desmoldantes são produtos aplicados na superfície da forma, antes da concretagem, para facilitar a remoção da forma e evitar que o concreto grude nela. Ele também pode contribuir para reduzir a incidência de bolhas e para oferecer um acabamento superficial aperfeiçoado para seus blocos de concreto.

Outro benefício do uso desse tipo de produto é que ele protege a forma e possibilita o seu reaproveitamento e prolongamento de vida útil.

Entretanto, é importante selecionar com atenção o desmoldante. Produtos que são parcial ou totalmente baseados em querosene, por exemplo, que podem parecer uma opção de baixo custo, na verdade podem ser nocivos e perigosos. Eles podem elevar o risco de incêndio, pois são altamente voláteis, e podem ser classificados como inflamáveis.

Existem muitos fornecedores e vários tipos de desmoldantes disponíveis no mercado. Portanto, busque uma opção que realmente seja segura e eficiente. Além disso, trabalhe sempre com o agente desmoldante mais apropriado, dependendo do tipo de forma para bloco de concreto utilizada.

Saiba mais sobre a linha de desmoldantes da Blok

A Blok tem uma gama de produtos adequados e voltados exclusivamente para o desmolde de artefatos de concreto. Além de ser uma empresa reconhecida por ser referência em impermeabilizantes, também oferecemos uma linha de desmoldantes para concreto para formas de madeira, metal e plástico (polietileno, PVC e ABS), que é a mais recomendada por engenheiros e profissionais da construção civil.

Esses produtos oferecem um acabamento de alta qualidade e protegem a forma para que ela mantenha seus atributos e possa manter a sua vida útil estipulada. Além disso, os desmoldantes da Blok são concentrados e biodegradáveis, não apresentam adição de solventes tóxicos e são produzidos com matérias-primas oriundas de fontes renováveis.

Outro diferencial dos desmoldantes da Blok é que eles não afetam negativamente a superfície, não deixando manchas ou resíduos no bloco de concreto. A linha conta com os seguintes produtos voltados à desmoldagem de forma para bloco de concreto:

  • BlokForma Madeiras: para forma para bloco de concreto feita de madeira, madeira bruta, madeira resinada, madeira compensada e madeira plastificada;
  • BlokForma Metais: para formas de metal e metálicas à base de óleos vegetais e emulgadores;
  • BlokForma Plásticos: agente desmoldante não inflamável e anti-bolha para formas plásticas produzidas a partir de materiais como polietileno, PVC e ABS. 

E então, o que achou da oportunidade de atuar ou diversificar sua operação na fabricação de bloco de concreto?

Para mais dicas sobre esse mercado e suas melhores práticas, continue acompanhando nosso blog e, para mais detalhes sobre a nossa linha de desmoldante para concreto, acesse a página desse produto com informações detalhadas sobre sua aplicação e seus diferenciais.

Entre para o time dos
melhores profissionais
da indústria da contrução civil
e mantenha-se sempre
informado sobre os maiores
avanços da sua profissão.