Como Evitar Bolhas de Ar no Concreto: 4 Dicas Imbatíveis

Antonio Neves
Escrito por
Antonio Neves
Publicado em
26/4/2020
Atualizado em
20/4/2021
Como Evitar Bolhas de Ar no Concreto: 4 Dicas Imbatíveis

Toda estrutura de concreto tem um tempo de vida útil que depende dos cuidados na sua execução e proteção preventiva da estrutura. Assim, é comum surgirem dúvidas sobre como evitar bolhas de ar no concreto, para que o resultado final não apresente buracos superficiais ou bolsas de ar em seu meio, conhecidas como "bixeiras".

É justamente durante a mistura do concreto que a grande parte do ar é incorporado. As bolhas de ar afetam também o aspecto estético da aplicação, prejudicando a aparência, trazendo insatisfação aos clientes e causando um maior retrabalho na cobertura das imperfeições. No entanto, há como evitá-las.

Pensando nisso, neste artigo, vamos mostrar como evitar bolhas de ar no concreto da forma mais prática, segura e resolutiva. Continue a leitura e confira!

superplastificante para concretos, argamassas e grautes
BlokGraute Pro+
Superplastificante para Concretos, Argamassas e Grautes
CONHEçA AGORA
Eflorescência: Saiba Tudo Sobre Essa Patologia
MATERIAL GRATUITO

Eflorescência: Saiba Tudo Sobre Essa Patologia

baixe grátis

Por que é importante prevenir o aparecimento de bolhas de ar no concreto?

As bolhas são saliências que variam em diâmetro, podendo ir de meia polegada (12 mm) a 1 polegada (25 mm), até mesmo chegando a 2 ou 3 polegadas (50 a 75 mm), ou mesmo microbolhas que aparecem em peças de revestimento cimentício, onde esse tipo de bolha não pode aparecer por motivos estéticos. Elas costumam aparecer assim que se findam as operações de acabamento no concreto.

Desse modo, elas prejudicam a superfície do ponto de vista estético e, até mesmo, estruturalmente o concreto, como é o caso das bixeiras, muito encontradas em colunas e vigas de concreto.

Em áreas menos iluminadas, pode acontecer de as bolhas não serem detectadas enquanto é realizado o acabamento. Posteriormente, essas falhas serão notadas no momento de utilização.

Como as bolhas se formam?

Existem diferentes problemas que podem ser ocasionados pelas bolhas no concreto. Tudo vai depender de onde elas aparecem.

As superficiais afetam a estética da peça e serão o foco deste artigo. No entanto, existem as bolhas internas, que surgem dentro das peças de concreto e tendem a trazer prejuízos quanto à resistência.

As bolhas costumam se formar na superfície do concreto fresco, e, quando o material endurece, os defeitos se tornam ainda mais visíveis. Há vários motivos para que isso aconteça, como a insuficiência de vibração, impedindo o ar preso de sair — enquanto o uso excessivo de vibração gera a migração de uma camada de argamassa para a superfície e a segregação dos agregados graúdos e miúdos.

Outros fatores que podem causar as bolhas são:

  • fator água/cimento;
  • excesso de evaporação;
  • acabamento prematuro;
  • qualidade do concreto;
  • temperatura;
  • condições climáticas;
  • teor de materiais na mistura;

Como evitar a formação de bolhas de ar no concreto?

Se você quer que essas bolhas não apareçam de forma alguma, além de saber como elas surgem, é importante conhecer alguns meios práticos para evitá-las. Continue a leitura e conheça nossas dicas para o sucesso do seu projeto!

1. Fique de olho na duração das etapas

O profissional responsável por oferecer o acabamento na superfície do concreto precisa saber dar tempo ao tempo. Ou seja, é preciso esperar a hora certa para fazer a concretagem. Quando esse passo é tomado de modo prematuro, as bolhas poderão aparecer.

É preciso ter atenção aos processos de concretagem, à marcação e pavimentação das bordas, e ao nivelamento, além de ter cuidado para que as camadas não estejam em falta ou em excesso de quantidade.

2. Estabeleça cuidados com a superfície

A superfície que está sendo trabalhada precisa estar sobre constantes cuidados. Em muitos casos, as pessoas querem saber como evitar bolhas de ar no concreto, mas não se importam o suficiente com a base.

Lembre-se sempre de proteger a área para evitar que haja evaporação ou secagem descontrolada, para isso utilize técnicas de proteção contra a evaporação excessiva da água durante o período de cura do concreto, para que ele possa curar de forma homogênea e lentamente. Dessa forma, trincas e fissuras também podem ser evitadas na superfície do concreto, o que pode diminuir sua resistência superficial e prejudicar a estética.

3. Utilize aditivos específicos

Para além dessas dicas, que exigem muito mais atenção e técnica, há um modo bastante simplificado para quem deseja reduzir as bolhas no concreto.

A praticidade está no uso de aditivos que podem funcionar de diferentes formas. O uso de superplastificantes pode ser um grande aliado quanto à melhora da qualidade do concreto e também na redução da formação de bolhas de ar no mesmo.

Os superplastificantes podem reduzir em até 40% a quantidade de água necessária para um mesmo slump flow, reduzindo assim, o fator água/cimento do concreto, aumentando seu adensamento e a redução de espaços vazios, que levam à formação de bolhas de ar, sejam na superfície ou no interior do concreto.

No geral, os aditivos servem para retirar o ar presente na mistura do concreto. Automaticamente, isso impede a formação das bolhas ou de falhas que possam resultar em futuras fissuras.

Outra boa característica dessa solução é a capacidade de promover maior homogeneidade ao trabalho, o que desencadeia um melhor assentamento para a massa e um acabamento perfeito.

4. Proteja a estrutura preventivamente

Seja um piso de concreto ou um revestimento de concreto decorativo, a sua proteção preventiva é outro fator que influenciará na vida útil do concreto como um todo. Para isso existem hidrofugantes espefícos para concreto que não alteram sua aparência e protegem contra a ação da água, tanto em paredes quanto em pisos.

Como escolher o melhor aditivo?

Se você optar por comprar um aditivo para a sua mistura de concreto, é preciso saber que o tipo de produto vai influenciar diretamente no resultado obtido. O mercado apresenta diversas opções, no entanto, para a maioria dos trabalhos, é recomendado uma orientação técnica e ensaios prévios para atestar a qualidade e características que o concreto precisa ter quando curado.

Neste post, você conferiu as nossas dicas sobre como evitar bolhas de ar no concreto. Esperamos que tenha ficado claro que o sucesso desse trabalho está ligado à técnica e ao bom preparo da mistura. Todas as etapas do processo merecem muita atenção — caso contrário, problemas surgirão.

Agora que você já sabe que os aditivos superplastificantes podem ajudar em relação à formação de bolhas no concreto, entre em contato conosco. Temos as soluções mais eficazes para otimizar o seu trabalho e promover ganhos de qualidade!

Entre para o time dos
melhores profissionais
da indústria da contrução civil
e mantenha-se sempre
informado sobre os maiores
avanços da sua profissão.