O Que Você Precisa Saber Sobre Forma Para Piso de Concreto?

Antonio Neves
Escrito por
Antonio Neves
Publicado em
11/1/2021
Atualizado em
20/4/2021
O Que Você Precisa Saber Sobre Forma Para Piso de Concreto?

Se você já trabalha com peças de concreto, esse é o momento de avaliar, também, a oportunidade de começar a fabricar piso de concreto.

Esse tipo de item está em alta, acompanhando diversas tendências de construção civil e decoração. Então, se você está avaliando esse segmento, é importante, também, saber mais sobre os tipos de forma para piso de concreto e suas principais características.

Antigamente, quando as pessoas ouviam as palavras “piso de concreto”, muitas poderiam pensam em uma garagem ou depósito. No entanto, novas tendências em produtos de concreto estão mudando completamente o mundo da arquitetura e da construção.

Se, antes, poucas pessoas pensavam no piso de concreto como um elemento decorativo, agora, ele é uma alternativa em evidência, diante de seus diferenciais e atributos. O piso de concreto também é sinônimo de elegância e robustez, sendo uma opção altamente personalizável e uma alternativa para pisos tradicionais, como linóleo, madeira, azulejo, pedra ou mármore.

As opções de cores, texturas, padrões e tipos de acabamento são outro destaque, trazendo combinações e possibilidades versáteis para ambientes industriais, comerciais ou residenciais. Tudo isso aliado à grande durabilidade e fácil manutenção tornam esse piso tão visado.

E então, que tal descobrir mais sobre a possibilidade de começar a fabricar esse tipo de piso? Confira, também, quais são os principais tipos de materiais que podem ser utilizados como forma para fabricar piso de concreto.

desmoldante para concreto
BlokForma Metais
Desmoldante para Concreto para Formas Metálicas
CONHEçA AGORA
Eflorescência: Saiba Tudo Sobre Essa Patologia
MATERIAL GRATUITO

Eflorescência: Saiba Tudo Sobre Essa Patologia

baixe grátis

Piso de concreto: uma oportunidade para diversificar seu negócio

No Brasil, conforme levantamento do IBGE, há em torno de 12.589 estabelecimentos voltados à fabricação de artefatos de concreto, cimento, fibrocimento, gesso e estuque. Embora seja um levantamento recente, desde então, esse mercado se capilarizou ainda mais, o que representa um incremento na concorrência enfrentada por esse tipo de negócio.

Entre as estratégias para quem já trabalha com artefatos de concreto se diferenciar e não competir apenas por preço nesse mercado, está a de investir em qualificação das peças de concreto e na produtividade da empresa, além de diversificar seu portfólio.

É nesse contexto que começar a fabricar piso de concreto se mostra como um caminho a ser considerado. Com esse tipo de produto, é possível ter escalabilidade em seu negócio, conquistar novos clientes em diferentes segmentos e incrementar sua lucratividade.

Por que o piso de concreto está em alta?

Há diversos motivos por trás do interesse de arquitetos, decoradores, empresas de construção civil, indústrias, comércios e clientes residenciais nesse tipo piso de concreto.

Primeiramente, se for instalado e mantido corretamente, o piso de concreto é extremamente forte e durável. Seu custo tende a ser competitivo, especialmente considerando sua longa vida útil e baixa manutenção.

Em empresas e condomínios, por exemplo, ele é procurado, também, por seus atributos de resistência a um grande fluxo de pessoas e a cargas pesadas. 

Outros diferenciais que você pode utilizar como argumento de vendas é que o piso de concreto é resistente à umidade e manchas quando devidamente selado, livre de compostos orgânicos voláteis (VOCs), tem limpeza facilitada, contribui para a qualidade do ar interno (porque inibe mofo, bolor e odores) e a sua superfície absorve calor (o que contribui para reduzir as contas de energia elétrica).

Por tudo isso, o piso de concreto tem sido a escolha perfeita para lojas de varejo, restaurantes e bares, escritórios, igrejas, escolas, instituições médicas e edifícios industriais e residenciais. Ainda, para ambientes não residenciais, é possível incorporar facilmente o logotipo da empresa, cores ou tema diretamente no piso de concreto.

As opções de cores mais populares tendem a ser cinzas neutros e tons terrosos; no entanto, as possibilidades são quase ilimitadas. A cor pode ser misturada ao concreto (cor integral) ou aplicada à superfície com manchas, tintas, revestimentos de epóxi, selantes coloridos ou com uma combinação de um ou mais desses métodos. O concreto pode ser colorido de forma tão natural que se mistura perfeitamente com outros elementos em uma sala.

Assim, independentemente da finalidade, você poderá oferecer, também, diferenciais relacionados à diversidade de design e acabamento. 

Já se foi o tempo em que um piso de concreto significava apenas uma laje vazada e polida. Embora o piso polido simples seja exatamente o que é necessário em algumas situações, os clientes também têm a opção de uma variedade de técnicas de texturização e colorização, tais como:

  • Sobreposição: refere-se a uma fina camada de concreto novo colocada sobre uma laje existente para rejuvenescê-la. A sobreposição é, então, polida e colorida, da mesma maneira que uma nova laje;
  • Polimento: uma placa ou revestimento vazado básico pode ser modificado com esponjas abrasivas progressivamente mais finas para criar um acabamento liso, como vidro. Quando o selante é aplicado, o resultado é um piso atraente e brilhante;
  • Tingimento com ácido: quando tratado com ácidos suaves, o concreto interage para formar uma superfície colorida com manchas, que têm uma aparência de mármore. Cada resultado é totalmente único. O concreto tingido é especialmente popular em razão dos tons quentes e terrosos que as manchas transmitem. A aparência pode ser obtida para replicar mármore, madeira, tijolo, pedra e entre outros.
  • Tingimento: outro método de colorir o concreto, o tingimento é a aplicação de um agente de coloração sólido sobre a superfície acabada. Ao contrário da coloração com ácido, o tingimento cria um efeito de cor sólida no concreto;
  • Texturização ou estampagem: ainda úmida, a superfície do concreto pode ser escovada, estampada ou embutida com contas de vidro ou agregados finos para dar uma textura tridimensional, elegante e conceitual;
  • Com divisões geométricas: pisos de concreto de alta qualidade, às vezes, são dispostos com padrões geométricos, com cada segmento colorido ou texturizado de uma maneira diferente para efeito artístico e personalizado;
  • Com estêncil ou aerado: pisos de concreto podem servir como grandes telas para uma variedade de técnicas de pintura artística, resultando em um piso altamente customizado e original.

A importância da forma para piso de concreto

Agora que você já sabe mais a respeito das possibilidades de trabalhar com piso de concreto, é importante se inteirar sobre a forma para piso de concreto. 

Em termos simples, ela nada mais é do que uma barreira sólida que mantém o concreto fluido no lugar até que ele seque e endureça dentro de uma determinada forma em particular. No entanto, atualmente, a forma também serve a outros propósitos, como fornecer isolamento ou transmitir efeitos decorativos especiais ao piso de concreto.

Desse modo, a forma para piso de concreto não somente possibilita a noção de especificidade ao projeto como, ainda, oportuniza um acabamento qualificado e alinhado ao formato, tamanho e estética pretendidos.

As formas também permitem que a mistura úmida retenha sua resistência e cure de modo adequado, conferindo durabilidade ao piso. Para isso, elas precisam ter juntas firmes, evitando que o concreto úmido vaze pela sua estrutura.

Além disso, também precisam ser capazes de resistir a diferentes condições climáticas sem entortar ou empenar. Por isso, é importante optar por forma para piso de concreto realmente adequada para os objetivos de cada projeto.

Principais materiais utilizados para forma para piso de concreto

Para projetos mais robustos, em que muito peso precisa ser contido pelas formas, essas tendem a ser feitas de madeira rígida ou metal, reforçadas por cintas, escoras ou pinos de metal, em muitos casos.

No entanto, nos últimos anos, foram feitos avanços em outros materiais, como fibra de vidro e resinas, embora o custo e a resistência desses materiais possam, nem sempre, constituir a melhor opção para a fabricação de piso de concreto. Portanto, é preciso avaliar as características únicas de cada projeto para tomar a decisão.

Para a escolha da melhor forma para um projeto específico, é preciso, também, avaliar aspectos como tamanho do vazamento, quantidade de concreto que a forma precisa reter e a pressão ou o peso que estará empurrando contra a forma.

De qualquer modo, entre os materiais mais usuais utilizados nesse meio, podemos destacar:

Madeira

A madeira é a opção básica e mais convencional de forma para piso de concreto. Esse tipo tende a ser mais acessível e utilizado especialmente em estruturas de concreto planas, como pisos, degraus ou calçadas.

De modo geral, essas formas consistem em tábuas de madeira, geralmente compensado, que podem ser parafusadas ou pregadas em estacas adicionais, que comumente são feitas a partir de madeira e aço.

Em muitos casos, ao usar forma de madeira, as estacas são cravadas em uma sub-base preparada, e as placas de formação são colocadas em um nível ou declive adequado, usando dispositivos de nivelamento.

Embora seja fácil de produzir, esse tipo de forma para piso de concreto pode apresentar uma vida útil bem limitada, e o processo pode ser demorado, portanto, não sendo o mais adequado para determinados projetos. Apesar disso, a forma de madeira é bastante flexível e ideal para uso em seções complicadas de construção de pisos.

Outro ponto a ser considerado é que a madeira seca pode absorver água do concreto úmido, o que pode resultar na redução da resistência da estrutura de concreto. Afinal, madeira com alto teor de umidade comprime o concreto úmido, formando rachaduras na estrutura, e a argamassa pode vazar pelas juntas quando ocorre o encolhimento. Ainda, não é incomum que a forma de madeira grude no concreto - o que torna o uso de um bom desmoldante essencial, como veremos a seguir.

Silicone (borracha de silicone)

A forma para piso de concreto feita a partir de silicone (borracha de silicone) é bastante utilizada em projetos para fazer pisos estampados, contribuindo para um bom acabamento, com nível satisfatório de detalhamento de texturas.

A forma de silicone, se utilizada da maneira correta, pode ser bastante resistente e durável. Além disso, o material é atóxico, inodoro e não corrosivo.

Cabe salientar, também, que a forma de borracha de silicone apresenta características de resistência ao calor, ao frio, elétrica, ao ozônio e ao envelhecimento atmosférico, estabilidade térmica, isolamento elétrico, permeabilidade ao ar, além de fácil desmoldagem.

Esse tipo de forma também oferece a oportunidade de moldar desde texturas lisas e perfeitas, até aquelas que simulam muito proximamente a textura de madeira rústica em pisos de concreto.

Entre os pontos de atenção para utilizar esse tipo de forma para piso de concreto, está o fato de que é necessário cuidado com as proporções e os pesos da mistura, que devem ser precisos para não exceder sua capacidade e comprometer a forma e o trabalho. Além disso, a forma de borracha de silicone pode ser financeiramente menos acessível do que outras alternativas de materiais para forma para piso de concreto.

ABS

Esse tipo de material para forma para piso de concreto se destaca por ser confiável ​​para uso e versátil no desempenho. Entre seus atributos principais, estão a resistência à corrosão, a ácidos e à álcalis. Ainda, sua forte tenacidade, adequada resistência ao impacto, grande flexibilidade e o fato de que não é fácil de ser deformado. 

A forma de ABS também apresenta prática rotina de limpeza, baixa manutenção e boa durabilidade - se bem cuidada, pode ser reutilizada diversas vezes.

É válido citar que o ABS é um material mais recente entre as alternativas para forma de concreto. Também por esse motivo, algumas deficiências em comparação com a forma de aço e a de madeira, por exemplo, podem ser presentes. Há a resistência à flexão estática, que pode ser menor do que a apresentada por outros materiais para forma para piso de concreto, e a possibilidade de o ABS ser mais afetado pelas diferentes condições de temperatura.

PVC

O policloreto de vinila - também chamado de cloreto de vinila ou policloreto de vinil -, mais conhecido como PVC, é um dos tipos de plásticos mais populares usados na construção civil, e para diferentes finalidades - incluindo, para a forma para piso de concreto.

As formas feitas de PVC, geralmente, são leves, mais acessíveis e oferecem vantagens de desempenho. A resistência à abrasão, à corrosão e outros modos de degradação, além da tenacidade do PVC e sua boa resistência mecânica, também são benefícios apresentados ao utilizar esse material para a forma para piso de concreto.

Por ser um material bastante competitivo em termos de preço, esse valor também é potencializado pelas propriedades, como durabilidade, vida útil e baixa manutenção.

O PVC também possui estabilidade química, que é um fator importante quando se trabalha em ambientes nos quais são aplicados diferentes tipos de produtos químicos. Ele apresenta grande disponibilidade e tende a ser bastante econômico. Destaca-se, também, que, em relação a outras alternativas em plástico, o PVC apresenta boa resistência à deformação por impacto, o que é uma segurança a mais para o projeto. 

Esse tipo de forma é, ainda, versátil, sendo utilizada, inclusive, para fabricar pisos de concreto muito semelhantes esteticamente à madeira. 

Como contraponto, há o fato de subprodutos prejudiciais poderem ser criados como resultado da composição química do PVC, o que fez com que algumas empresas deixassem de trabalhar com esse tipo de material, especialmente quando o ambiente laboral não é bem arejado e ventilado. Além disso, ele apresenta maior densidade do que muitos plásticos.

Polietileno

O polietileno é um material forte, porém mais leve e fácil de manusear do que a madeira. Outro diferencial é que a forma será mais fácil de piquetar com precisão do que a feita com outros materiais.

A forma para piso de concreto feita de polietileno apresenta, ainda, linearidade uniforme e, com a adoção dos devidos cuidados, pode ser durável e reutilizada diversas vezes.

Entretanto, para negócios com um plano sólido de sustentabilidade, é importante considerar que esse é um material que, como outros tipos de plástico, pode demorar para se decompor. Ainda, em caso de combustão, há a possibilidade de liberação de gases tóxicos. 

Metal

Comparado com a forma de madeira tradicional, este tipo tende a ser mais rápido de montar. Quanto ao seu custo, quando se considera que a forma de metal poderá ser reutilizada por muitas vezes, ele se torna atrativo.

Esse tipo de forma é conhecido por sua rigidez intrínseca e por proporcionar excelente acabamento, mais limpo e com menos orifícios para insetos na superfície de concreto fundido em comparação com as formas de madeira, por exemplo.

No caso da forma de aço, por não absorver a umidade do concreto colocado, ajuda a reduzir os erros observados após a retirada das formas do concreto.

Como ponto de atenção na escolha, esse tipo de forma pode ser mais caro, se a intenção não for reutilizá-la com frequência. Além disso, a corrosão poderá ocorrer quando houver um contato mais rotineiro com a água. Deve-se considerar, ainda, que pode haver limitação de tamanhos para as formas metálicas.

Fibra de vidro

Entre as opções de materiais para forma para piso de concreto, a fibra de vidro é caracterizada por ser um material sem potencial corrosivo, ter um custo relativamente acessível, ser leve, apresentar resistência à umidade, condutividade térmica e resistência química.

Assim, esse é um material que, dependendo das necessidades do projeto, pode oferecer grande resistência, mas menor densidade do que outros, como o aço.

Entretanto, é importante ter atenção para o fato de que algumas fibras de vidro ainda usam formaldeído como aglutinante, que vaza para o ar, o que está associado a condições de risco potencial para a saúde. Também pode haver um cheiro desagradável do aglutinante de resina em algumas fibras de vidro.

Cuidado além da escolha da forma: a importância do uso de um bom desmoldante na fabricação de piso de concreto

Independentemente do tipo de forma para piso de concreto escolhida, é essencial utilizar um desmoldante de boa qualidade para garantir o melhor acabamento das peças e proteger as formas, de modo que elas durem mais ciclos de desmoldagem.

Esse tipo de produto tem, entre suas finalidades básicas, criar uma camada entre o concreto e a forma utilizada, visando impedir a aderência entre esses elementos, o que irá facilitar o processo de desmolde e ajudará a manter a forma em boas condições para reúso.

Outro resultado que o desmoldante pode trazer é melhorar a qualidade do acabamento das peças desmoldadas e aumentar a produtividade da empresa - já que se torna muito mais fácil e rápido soltar a forma do concreto.

Ao selecionar o desmoldante, leve em consideração o tipo de superfície (absorvente ou não absorvente), tipo de concreto, qualidade de acabamento e facilidade e segurança de aplicação, além de sua composição, que não deve apresentar solventes tóxicos.

Ainda, sempre utilize um desmoldante apropriado para o material de sua forma para piso de concreto - há ótimas opções no mercado voltadas para os principais materiais que vimos aqui -, assim, você evitará que o concreto grude na forma e prejudique seu trabalho.

Diferenciais da linha BlokForma de desmoldantes para concreto

A Blok já é referência em impermeabilizantes, mas oferece soluções que vão além desse desafio, como a linha de desmoldantes para concreto para formas de madeira, metal e plástico (PVC e ABS), que é a mais recomendada por engenheiros e profissionais da construção civil.

Todos os desmoldantes da Blok são produtos concentrados e biodegradáveis, sem adição de solventes tóxicos, feitos de matérias-primas oriundas de fontes renováveis - o que torna sua escolha mais sustentável.

Além disso, eles não deixam manchas e resíduos na superfície do piso de concreto, melhoram o acabamento das peças desmoldadas, contribuem para elevar a vida útil da forma para piso de concreto e minimizar custos com a limpeza dessas formas. 

A seguir, descubra mais sobre esses desmoldantes que serão seus aliados ao começar a fabricar piso de concreto:

  • BlokForma Madeiras: trata-se de um agente desmoldante concentrado para forma para piso de concreto feita de madeira, madeira bruta, madeira resinada, madeira compensada e madeira plastificada. Está disponível em embalagens de 18 litros, 50 litros ou 200 litros;
  • BlokForma Metais: agente desmoldante não inflamável para formas de metal e metálicas à base de óleos vegetais e emulgadores. Disponível em embalagens de 50 kg e 200 kg;
  • BlokForma Plásticos: agente desmoldante não inflamável e anti-bolha para formas plásticas feitas de materiais como PVC e ABS. Está disponível em embalagens de 50 litros e 200 litros.

E então, pronto para começar a fabricar pisos de concreto? Para mais dicas sobre esse mercado e suas melhores práticas, continue acompanhando nosso blog e, para mais detalhes sobre a nossa linha de desmoldante para concreto, acesse a página do produto com informações sobre sua aplicação.

Entre para o time dos
melhores profissionais
da indústria da contrução civil
e mantenha-se sempre
informado sobre os maiores
avanços da sua profissão.