O que é cimento queimado? Aprenda a aplicar em suas obras!

Antonio Neves
Escrito por
Antonio Neves
Publicado em
25/2/2021
Atualizado em
20/4/2021
O que é cimento queimado? Aprenda a aplicar em suas obras!

Você já ouviu falar sobre a aplicação do cimento queimado em pisos e paredes? Essa é uma tendência que chegou no mundo da arquitetura há alguns anos e continua ganhando força – podendo ser usada nos mais diversos tipos de ambientes.

Antigamente, o cimento queimado era muito usado em canteiros de obra e ambientes externos, mas diversos espaços modernos e sofisticados incorporam essa técnica para dar um toque rústico. Sua aplicação pode acontecer na parede, no piso e até mesmo no teto de espaços residenciais e comerciais.

O segredo para a popularidade do cimento queimado está na sua versatilidade. Apesar de ser um revestimento de acabamento rústico, o cimento queimado combina bem com vários outros materiais, e possibilita a criação de decorações encantadoras, sem perder a elegância e sofisticação dos espaços.

Mais do que isso, trata-se de uma escolha econômica e resistente, de aplicação fácil e que garante um resultado único e exclusivo – afinal, os resultados são sempre diferentes.

Considerando essa realidade, cada vez mais pessoas desejam incluir a técnica de cimento queimado na composição dos seus ambientes – seja na sua própria casa, no escritório ou no seu estabelecimento comercial. Novas construções, grandes reformas ou simplesmente pequenos retoques podem se aproveitar disso.

Mas como aplicar o cimento queimado nas suas obras? Quais são os cuidados que devem ser tomados para garantir um bom resultado? E como conservar um ambiente com piso ou parede de cimento queimado? Confira logo a seguir!

Silicone hidrofugante para fachada base água hidrorrepelente silano siloxano concentrado
BlokSeal CC
Silicone Hidrofugante
CONHEçA AGORA
Infiltração em Fachadas: Um Guia Completo para Manutenção Predial
MATERIAL GRATUITO

Infiltração em Fachadas: Um Guia Completo para Manutenção Predial

baixe grátis

O que é cimento queimado?

Muito fala-se sobre o cimento queimado, mas você sabe o que é esse conceito? Apesar do que o nome indica, o processo não envolve colocar fogo nas paredes da sua casa.

Na verdade, o cimento queimado é composto pela mistura de cimento, areia e água –  formando uma argamassa versátil para ser usada nas suas obras.

Trata-se de uma técnica que resulta em um revestimento muito durável e possui grande resistência à abrasão e muito difícil de quebrar. Esteticamente sua superfície funciona como uma peça única, sem emendas.

Além disso, o cimento queimado chama a atenção pela facilidade de limpeza, tornando-o um tipo de revestimento muito prático para o dia a dia.

Quais as principais aplicações do cimento queimado?

O visual do cimento queimado pode ser encaixado perfeitamente em diversos projetos – tanto em propostas mais rústicas quanto em obras contemporâneas. Por isso, são inúmeras as aplicações dessa técnica que podem ser exploradas em uma obra.

Além de um design atrativo, o cimento queimado faz com que os ambientes deem a sensação de serem mais amplos e integrados, pois eles parecem formar uma peça única. E o revestimento ainda propicia mais facilidade na hora da limpeza.

Com todas essas características, o cimento queimado já é usado em todas superfícies de um cômodo: piso, parede ou teto. E também chega nos mais diversos cômodos de uma casa: cozinha, sala, quarto, escritório, varanda, quiosque, entre outros.

E as obras empresariais não ficam fora disso. O cimento queimado também é usado em escritórios, fábricas, espaços de convivência, lojas, entre outros.

Quando falamos sobre cimento queimado, a verdade é que o limite é a sua criatividade.

Quais são as vantagens de utilizar o cimento queimado?

Graças à sua aparência e versatilidade, o cimento queimado pode trazer diversos benefícios para as suas obras. Veja os principais motivos para optar por essa técnica de revestimento:

Estética sofisticada

Os guias e especialistas de design e decoração de interiores deixam isso bem claro: o cimento queimado é uma ótima alternativa para criar uma estética sofisticada. A proposta industrial e rústica está em alta, principalmente quando mesclada com itens mais modernos. Portanto, estamos falando de uma técnica que contribui para a criação de ambientes modernos e bonitos.

Versatilidade

Conforme já vimos ao longo deste artigo, o cimento queimado pode ser usado em pisos, paredes e tetos – mas suas aplicações não param por aí. Há também aplicações mais variadas – como em bancadas de cozinha americana, pias de lavabo, colunas, escadas e até mesmo em nichos.

Execução prática

Você vai conferir em detalhes logo a seguir, mas já vamos adiantar: a aplicação do cimento queimado é feita de maneira muito simples e prática.

Além de ser uma técnica simples de ser aplicada, outro ponto de destaque é a ausência do rejunte no piso – que geralmente toma bastante tempo. Ou seja, estamos falando sobre uma opção mais prática e ágil.

Baixos custos

Você está pensando que todos esses benefícios vêm acompanhados de um alto custo? Nada disso! A aplicação do cimento queimado tem um custo muito menor do que outras alternativas – como pisos de porcelanato, por exemplo.

Como é feito o cimento queimado?

O efeito do revestimento de cimento queimado é alcançado ao aplicar uma argamassa simples de cimento na parede, com alguns cuidados para garantir o efeito do cimento queimado no resultado final.

Basicamente, o revestimento é feito com uma argamassa simples de cimento, que necessita de três elementos básicos para sua fabricação: o cimento, a areia e a água. Em alguns casos, também pode ser interessante incrementar a mistura da argamassa com aditivos para melhorar a aderência e evitar potenciais fissuras ou rachaduras após a secagem.

Como materiais adicionais, é necessário utilizar uma desempenadeira para fazer o alisamento do piso, uma serra para as juntas de dilatação, e um produto para fazer a impermeabilização e garantir um acabamento com boa durabilidade para a superfície. Ao escolher os materiais a serem utilizados, ainda cabem algumas precauções a respeito do acabamento desejado para o piso.

Enquanto, normalmente, o acabamento preferido é o próprio cinza manchado característico do cimento queimado, é possível obter tons de cinza ou até mesmo adicionar outras cores à mistura com o uso de pigmentos.

8 passos para aplicar cimento queimado em suas obras

O cimento queimado é um revestimento produzido com materiais simples, mas executar a técnica da forma correta para garantir um bom resultado requer uma série de cuidados.

São várias etapas que devem ser respeitadas para que o revestimento adquira a resistência e o acabamento desejado. Mas quais são essas etapas? Confira a seguir o passo a passo de como aplicar cimento queimado:

1. Preparação da superfície

O primeiro passo para aplicar cimento queimado é preparar a superfície que irá receber a argamassa – seja piso, parede, teto ou outra opção. Independente da superfície escolhida, ela deve ser devidamente nivelada e limpa.

Para isso, retire os móveis do ambiente e limpe a área para retirar qualquer pó ou sujeira solta. Se houver manchas de óleo ou de outros produtos químicos, você pode lavar a superfície com água e sabão neutro.

2. Preparação da argamassa

Com a superfície pronta para a aplicação do cimento queimado, é hora de fazer a mistura. Para isso, serão necessários três ingredientes: cimento, areia e água.

Normalmente, é utilizado o traço de cimento e areia de 1:3 ou de 1:4 – ou seja, uma medida de cimento para três ou quatro de areia média. Peneire cada um dos materiais individualmente, e vá adicionado aos poucos a água até adquirir uma mistura homogênea e com a textura desejada.

3. Aplicação da argamassa

Chegamos ao momento de aplicar o cimento queimado na superfície. Para isso, é recomendado umedecer o piso que irá receber a argamassa para melhor aderência. Respingue um pouco de água sobre a superfície, e despeje a mistura da argamassa, cuidando para que a espessura da camada não fique nem muito fina, nem muito grossa.

4. Nivelamento da argamassa

‍Conforme a argamassa for aplicada na superfície, utilize uma desempenadeira ou régua de alumínio para ir alisando e nivelando. Para esta etapa, também pode ser utilizada uma régua vibratória, se disponível.

5. Queima do cimento

Chegamos na etapa que diferencia a aplicação da técnica de cimento queimado!

Com a argamassa ainda úmida, espalhe pó de cimento seco por toda a superfície. Espere a mistura absorver o pó e, em seguida, passe novamente a desempenadeira por toda a extensão, fazendo movimentos circulares. Isso vai garantir o efeito característico do cimento queimado após a secagem.

6. Processo de cura

O processo de aplicação de cimento queimado ainda não está finalizado após a queima. O processo de cura é essencial para assegurar a resistência e durabilidade do resultado, evitando o aparecimento de trincas e rachaduras.

Para isso, temos que considerar que o cimento leva alguns dias para secar – e o processo de cura deve ser lento e sempre úmido. Evite que o sol bata diretamente sobre a superfície nas primeiras 72 horas, e mantenha a umidade da argamassa molhando o piso a cada 8 ou 12 horas, de 5 a 8 dias. Após isso, você pode deixá-lo secar completamente e seguir para as próximas etapas.

7. Juntas de dilatação

Na aplicação do cimento queimado em pisos, é necessário fazer cortes das juntas de dilatação alguns dias após a concretagem. Estas juntas permitem que o cimento tenha espaço para fazer as suas movimentações térmicas, e evita que aconteça o fissuramento ou desplacamento do piso – especialmente em superfícies extensas.

Normalmente, as juntas devem ficar a uma distância máxima de 4 metros. Demarque uma malha de 4x4 e faça os cortes utilizando uma serra.

8. Finalização e acabamento

Chegamos à etapa final do processo de aplicação de cimento queimado!

‍Após a secagem do cimento queimado (e do corte das juntas de dilatação no piso), a superfície já está pronta para ser finalizada. Para um acabamento mais fino, você pode lixar a superfície antes da aplicação do finalizador impermeabilizante.

É importante utilizar um produto para proteger a superfície e garantir a durabilidade do cimento queimado, sendo que muitas pessoas utilizam ceras ou resinas para este fim. Entretanto, tenha cuidado com a escolha do produto, pois ele pode alterar a cor do resultado, ou até mesmo manchar o cimento e danificar o efeito desejado.

Cuidados para garantir um bom resultado com cimento queimado

Para garantir um resultado bonito e duradouro com a aplicação do cimento queimado, existem pequenos cuidados que devem ser tomados. Vamos ressaltar os principais deles:

  • Preparação da superfície. Antes de começar, é importante que a superfície em que será feita a aplicação esteja bem limpa. A presença de poeira, gordura ou umidade pode dificultar a aderência da massa – causando problemas como manchas ou descolamentos no futuro.
  • Forma de aplicação da argamassa. Outro ponto a ter atenção é a forma de aplicação da argamassa. Conforme vimos no passo a passo, o efeito do cimento queimado na parede não é atingido com apenas uma aplicação – sendo necessário uma demão fina, fazendo movimentos circulares com a esponja ou desempenadeira.
  • Criação do efeito de cimento queimado. Ao terminar a aplicação da argamassa, ainda é necessário fazer a queima do cimento, que é responsável por resultar no efeito típico do cimento queimado. Com a massa ainda úmida, é importante polvilhar pó de cimento sobre a parede e esperar que seja absorvido para, então, alisar a superfície com uma desempenadeira. Somente assim será percebida a aparência de queimado no cimento.
  • Cuidado com a finalização. Para garantir a durabilidade e beleza, retire o pó excessivo com um pano após a secagem completa. Após isso, faça o polimento da superfície com uma lixa fina, que será responsável por evitar manchas de umidade e de sujeiras na parede.

Como evitar problemas comuns na aplicação do cimento queimado?

Para garantir uma aplicação de cimento queimado bem-sucedida, também é importante conhecer os problemas comuns que podem surgir. Veja quais são os principais deles:

  • Na aplicação do cimento queimado em piso, é fundamental que o contrapiso seja poroso e a aplicação do acabamento ocorra antes da secagem da nata.
  • Para minimizar o aparecimento de fissuras, você pode fazer juntas de dilatação, de maneira a formar panos de seção quadrada. Após a conclusão, as juntas são praticamente imperceptíveis, formando uma malha quadriculada de pequenas linhas discretas no piso.
  • É importante dar atenção às condições climáticas no dia da execução do acabamento. Dias muito secos e quentes (com umidade relativa do ar abaixo de 40% e temperatura acima de 25ºC) aumentam a probabilidade de aparecimento de trincas superficiais.
  • Como a utilização de cimento queimado resulta em um piso monolítico, é recomendável ter cuidado com a formação de fissuras. Para isso, é necessário fazer cortes das juntas de dilatação alguns dias após a concretagem.
  • A tonalidade do cimento queimado varia em função do tempo de secagem. Áreas que curam mais rápido tendem a ficar mais claras, enquanto aquelas que demoram mais para secar assumem tons mais escuros. Portanto, pode ocorrer variação na coloração que, em excesso, adquire o aspecto de superfície manchada em vez da aparência natural rústica esperada.
  • Finalize o processo de aplicação de cimento queimado com um material resistente e impermeável, capaz de garantir a proteção do efeito do seu revestimento contra todos os tipos de imperfeições. Dessa forma, você evita o aparecimento de manchas, fissuras, umidade, mofo e incorporação de sujeiras à superfície.

Conte com o auxílio dos produtos da Blok!

Para obter resultados ainda melhores com a aplicação do cimento queimado em suas obras, você pode contar com o auxílio dos produtos da Blok – que oferece produtos de alta qualidade para os diferentes tipos de obras.

BlokSeal CC

‍O cimento é um material poroso, que precisa ser protegido por uma camada de produto após a sua aplicação. Sem ela, a parede de cimento queimado fica sujeita aos mais diversos tipos de problemas, como o aparecimento de manchas, fissuras, umidade, mofo e incorporação de sujeiras à superfície.

Como resultado, corre-se o risco de perder a beleza do efeito do cimento queimado, necessitando refazer a aplicação do material e arcar com novos gastos de manutenção do revestimento.

Portanto, o recomendado é fazer a finalização correta da parede de cimento queimado, utilizando um material resistente e impermeável, capaz de garantir a proteção do efeito do seu revestimento contra todos os tipos de imperfeições.

Para isto, a Blok desenvolveu o BlokSeal CC, um hidrofugante à base de silano siloxano e de alta performance, que promove uma camada invisível de proteção e evita infiltrações.

Especialmente desenvolvido para quem trabalha com revestimento de paredes, o BlokSeal CC é um produto que repele com facilidade a água, preservando por muito mais tempo toda a superfície sem alterar a cor e brilho do acabamento.

Evite infiltrações, manchas, eflorescências e escurecimento da superfície com o silicone hidrofugante BlokSeal CC, que ainda impede o acúmulo de sujeiras.

BlokSeal Pisos

O BlokSeal Pisos é um hidrofugante de alto desempenho, desenvolvido especialmente para oferecer a máxima proteção aos pisos porosos.

Ao ser aplicado, o BlokSeal cria uma camada invisível de proteção, que evita a infiltração da água e não modifica a aparência dos materiais, garantindo que o efeito do cimento queimado permaneça intacto após sua impermeabilização.

Além de proteger o seu piso de cimento queimado da água e da umidade, o BlokSeal Pisos ajuda a diminuir o desgaste e a retenção da água, assim como o acúmulo de sujeira, reduzindo custos de manutenção e promovendo mais segurança, mesmo em áreas de alto tráfego.

Você gostou das dicas para aplicar cimento queimado em suas obras? Quer conhecer melhor os produtos da Blok para obras bem-sucedidas? Então visite nossa página ou entre em contato com a nossa equipe!

Entre para o time dos
melhores profissionais
da indústria da contrução civil
e mantenha-se sempre
informado sobre os maiores
avanços da sua profissão.