O Que Você Precisa Saber Sobre a Norma de Inspeção Predial

Antonio Neves
Escrito por
Antonio Neves
Publicado em
23/11/2020
Atualizado em
20/4/2021
O Que Você Precisa Saber Sobre a Norma de Inspeção Predial

Desabamentos como os que ocorreram em 2012, no centro do Rio de Janeiro, e em 2019, no Edifício Andreia, são a prova de que a falta de vistoria pode resultar em tragédias. Por causa disso, diversas normas de inspeção predial foram sancionadas no intuito de aliviar a ocorrência desses acidentes.

O problema, é que a maioria das pessoas desconhecem essas leis ou não sabem que uma das principais responsabilidade do síndico é o de recorrer aos profissionais da construção civil para realizar a inspeção do prédio em determinados períodos de tempo. Nesse sentido, entender os motivos que levaram a existência dessas leis e a importância de colocá-las em prática é fundamental para evitar uma série de problemas.

Devido à seriedade desse assunto, preparamos este artigo para explicar melhor para você como funciona a NBR 16747 e como aplicá-la na prática. Acompanhe a leitura!

Silicone hidrofugante para fachada base água hidrorrepelente silano siloxano concentrado
BlokSeal CC
Silicone Hidrofugante
CONHEçA AGORA
Infiltração em Fachadas: Um Guia Completo para Manutenção Predial
MATERIAL GRATUITO

Infiltração em Fachadas: Um Guia Completo para Manutenção Predial

baixe grátis

O que diz a NBR 16747?

Não importa o tempo de existência de um prédio, se ele está em uso, é necessário garantir que as inspeções sejam feitas regularmente. Afinal, como mencionamos, a falta de vistorias tem resultado na ocorrência de diversos acidentes que poderiam ser evitados, uma vez que a realização de manutenções preventivas é a melhor forma de assegurar a preservação do edifício.

Então, para facilitar a realização das inspeções prediais e a elaboração dos laudos técnicos, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que já estabeleceu normas bastante específicas a respeito da manutenção de edificações, elaborou recentemente a NBR 16747, que contém diretrizes importantes para a inspeção predial.

Sendo assim, a inspeção predial tem como objetivo contribuir para uma melhor gestão de edificação e, quando realizada de forma regular, permite identificar falhas na estrutura do prédio que podem representar riscos para os ocupantes do edifício.

Nesse contexto, fica claro que a NBR 16747 tem o propósito atestar o estado de conservação e funcionamento do prédio, a fim de garantir a melhor habitabilidade, segurança e durabilidade da construção. Além disso, visa instruir os responsáveis a respeito da importância e necessidade de realizar as manutenções preventivas de forma constante.

Lembrando que a NBR 16747 não tem como finalidade verificar se o prédio obedece todas as normas técnicas vigentes nem substitui a NBR 5674, ok? Isso porque, a NBR 5674 estabelece diretrizes bem específicas para manter a eficiência da gestão do sistema de manutenção nas edificações de modo a evitar a depreciação dos equipamentos e componentes do prédio.

Dessa forma, a inspeção predial tem dever de avaliar não só as condições técnicas, mas principalmente as de uso e de operação do prédio. Feita a verificação, é necessário documentar todas as principais observações a respeito das características de funcionamento do imóvel. Logo, devem ser observadas e constatadas no documento as seguintes informações:

  • segurança estrutural, operacional, de uso e contra incêndio;
  • habitabilidade — se oferece acessibilidade, funcionalidade, higiene, saúde e qualidade do ar;
  • se faz uso de recursos sustentáveis;
  • a idade do prédio;
  • as intervenções que foram feitas;
  • o histórico de manutenções;
  • todas as reformas e alterações de uso;
  • a classificação de todas as irregularidades encontradas;
  • as recomendações para a restauração ou preservação da estrutura do prédio;
  • as orientações organizadas por ordem de prioridade.

A análise da inspeção deve seguir um planejamento conforme o tipo da edificação e suas principais características, como idade, qualidade das instalações e equipamentos. Além de registrar de forma clara as falhas que foram encontradas, descrevendo os sinais e sintomas da deterioração e a proposta de soluções para a resolução do problema.

Como garantir que a inspeção predial seja realizada?

Considerando que a inspeção busca garantir a segurança dos moradores do prédio e a redução dos gastos com reparos constantes, é de suma importância que o síndico, pessoa responsável por preservar a integridade da estrutura e garantir o bem-estar dos moradores, conheça as normas criadas pela ABNT, principalmente a NBR 16747, e encontre meios de colocá-las em prática.

Lembrando que também cabe aos moradores o interesse de observar a presença dos riscos e informar os responsáveis, de modo a exigir uma postura quanto ao problema apresentado.

Com isso em mente, separamos algumas dicas para ajudar você no momento de inserir a NBR 16747 na rotina de cuidados com o prédio.

Conte com os serviços de empresas especializadas

Como mencionamos, a inspeção predial tem a função de analisar as condições técnicas de uma edificação. Logo, é essencial que o responsável por realizar a inspeção seja um profissional capacitado da área da construção civil, devido à necessidade de conhecer as regras de uma edificação.

Aliás, a própria NBR 16747 determina que as inspeções sejam realizadas apenas por profissionais habilitados que tenham registro nos conselhos profissionais, como de engenharia civil ou arquitetura e urbanismo.

Conheça os tipos de problemas mais comuns

Baseado nos diversos estudos feitos sobre as causas que provocaram os acidentes prediais até hoje no Brasil, constatou-se que a maioria dos incidentes ocorreram com edificações que já estavam na sua fase de uso.

Além disso, foi confirmado também que as principais causas que resultaram em desastre estão relacionadas à falta de manutenção, deterioração acentuada e perda precoce do desempenho. Nesse caso, apenas uma pequena parcela dos acidentes são provocados pelos chamados vícios construtivos.

Estabeleça um tempo para a realização de reparos

O prazo para a realização das manutenções é determinado após a finalização da inspeção predial. Logo, o cronograma de manutenção é individual para cada caso, pois depende muito das condições estruturais atuais do edifício.

Por esse motivo, ressaltamos a necessidade e a importância de contar com os serviços de um profissional especializado para realizar a inspeção e determinar os prazos certos para a realização das manutenções.

Ao realizar a inspeção predial, é possível avaliar o estado atual do edifício bem como identificar falhas que podem colocar em risco a vida dos moradores. Sem contar que, quanto mais cedo for o diagnóstico, melhor será o resultado da manutenção e menores serão os gastos com reformas.

Ou seja, realizar a inspeção vai muito além de uma obrigação, pois trata-se de uma necessidade que deve ser levada a sério pelos moradores do prédio e, principalmente, pelos responsáveis por ele.

Essas foram as principais observações a respeito da norma de inspeção predial NBR 16747. Devido à seriedade do assunto, ressaltamos mais uma vez que há necessidade de realizar a vistoria e atender as orientações apresentadas.

Além disso, deve existir também uma preocupação com a qualidade dos produtos a serem utilizados na realização dos reparos, já que materiais de baixa qualidade afetam (e muito) a eficiência e durabilidade da manutenção.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre o assunto? Então, acesse e conheça acerca da manutenção predial.

Entre para o time dos
melhores profissionais
da indústria da contrução civil
e mantenha-se sempre
informado sobre os maiores
avanços da sua profissão.