Saiba tudo sobre os tipos de fundações e como escolher o mais adequado para a sua obra!

Antonio Neves
Escrito por
Antonio Neves
Publicado em
31/5/2021
Atualizado em
31/5/2021
Saiba tudo sobre os tipos de fundações e como escolher o mais adequado para a sua obra!

A fundação é a base de toda a construção, isto é, é a estrutura responsável por absorver todas as cargas emitidas pela edificação e distribuí-las ao solo. Percebe que é o que dá a sustentação para toda a construção? Por isso, é importantíssimo que ela seja executada de forma correta para evitar problemas estruturais graves no futuro. Mais do que isso, é necessário seguir todas as recomendações da NBR 6122, que diz respeito a todo o processo de execução das fundações.

Assim, antes de iniciar qualquer projeto de fundação, leia atentamente a NBR 6122 para entender quais são os procedimentos corretos a serem seguidos. Aliás, sempre que for realizar qualquer procedimento em uma obra, é indispensável seguir as orientações das Normas Técnicas. No nosso blog, você encontra resumos de várias delas. Dê uma olhada lá.

Neste artigo, vamos trazer informações importantes sobre as fundações. Dentre elas: no que consistem as fundações, qual a sua função, quais seus tipos, como impermeabilizá-la e, por fim, como definir qual o melhor tipo para a sua construção.

Com todas essas informações que disponibilizarei aqui neste artigo, você conseguirá analisar e escolher o tipo de fundação que mais se encaixa às necessidades da sua obra. Vamos lá?

Sem Tempo Para Ler? Clique no Play Abaixo para Ouvir Esse Conteúdo!
impermeabilizante pressao negativa
Blok STP
Resina Impermeabilizante para Argamassa Polimérica Flexível Estruturada para Pressão Negativa
CONHEçA AGORA
[Livro Gratuito] Impermeabilização Por Pressão Negativa e Positiva
MATERIAL GRATUITO

[Livro Gratuito] Impermeabilização Por Pressão Negativa e Positiva

baixe grátis

O que são fundações?

Antes de entrarmos nos tópicos mais específicos, vamos entender melhor no que consistem as fundações. A fundação de uma construção nada mais é que uma estrutura que sustenta toda a carga da construção. Portanto, a execução de qualquer obra começa pela fundação, pois é a partir dela que toda a estrutura será construída.

Assim, deve ser feita seguindo todas as recomendações e etapas definidas pela NBR 6122, garantindo mais segurança para toda a obra.

Escolher o tipo de fundação que será utilizado na obra também é uma etapa fundamental que deve ser feita no projeto, antes da execução da fundação. Para definir qual fundação será escolhida, é necessário analisar algumas variáveis, como tipo do solo e peso da edificação, por exemplo.

Por se tratar de uma responsabilidade muito grande escolher o tipo de fundação e como será realizada sua execução, é imprescindível contar com a ajuda de um engenheiro ou uma equipe capacitada para realizar tal tarefa.


Qual a função de uma fundação na construção?

Já falamos para que serve a fundação em uma construção, mas vale ressaltar para que não fiquem dúvidas sobre a importância dessa etapa durante a fase inicial da execução de uma obra.

As fundações são responsáveis por distribuir o peso (carga) da construção para o solo de forma segura para evitar que ocorram diversos tipos de problemas, podendo chegar a comprometer a própria construção. Dentre alguns danos, podemos citar: deslizamentos de terra, trincas, rachaduras e outros problemas gravíssimos causados por erros na fundação.

Um exemplo bem claro de problemas graves causados por conta de erros na fundação são os prédios tortos em Santos-SP. Esses prédios foram construídos muitos anos atrás com uma fundação muito rasa, com profundidade muito pequena para sustentar as construções em um terreno instável, estando os fragmentos mais sólidos de rocha a mais de 50 metros de profundidade. Veja que esse é um problema gravíssimo, mas, felizmente, depois de estudos e esforços de pesquisadores, foi possível manter os prédios habitados sem risco de acidentes através do realinhamento dos edifícios por macacos hidráulicos.

Nem sempre é possível achar uma solução para os danos causados por erros na fundação. Por isso, a atenção durante a execução de uma fundação é essencial para evitar transtornos futuros e garantir uma obra de qualidade. 

Quais são os tipos de fundação?

Vamos agora entender quais são os tipos de fundação mais comuns utilizados na construção civil. Lembrando que cada uma delas possui características próprias e, portanto, são adequadas em locais que exigem determinadas estruturas. Por isso, é importante analisar o solo e o peso da carga que a fundação deverá suportar para definir qual tipo de fundação se encaixa melhor ao projeto da construção.

Os tipos de fundação são divididos em duas classes maiores, as fundações rasas ou diretas e as fundações profundas ou indiretas.

A fundação rasa é indicada para construções com até dois pavimentos, por conta do seu melhor custo benefício. Ela transmite a carga diretamente para o solo por suas bases e possuem profundidade igual ou inferior a 3 metros. Os formatos das fundações rasas variam conforme o tipo, porém todas são construídas com concreto e aço. As fundações rasas mais comuns são:

  • Sapata isolada: recomendadas para terrenos com solo firme e resistente, sendo a carga da edificação transmitida para as colunas, que transferem o peso para as sapatas, distribuindo-o para o solo. Geralmente, possuem base retangular ou quadrada e o topo pode ser reto ou piramidal.
  • Sapata corrida: fundação superficial, com estrutura contínua de concreto armado localizada abaixo das paredes, com dimensões de largura e altura maiores do que a viga baldrame.
  • Viga Baldrame: trata-se de viga localizada abaixo do nível do solo e percorre todo o comprimento das paredes da construção e liga as sapatas isoladas para distribuir os pesos da edificação. Contribui para melhor travamento das colunas, porém exige bastante tempo e trabalho.
  • Radier: fundação rasa recomendada para solos de baixa resistência. Comum em obras leves de alvenaria estrutural, sendo o radier uma placa de concreto armado ou protendido que fica abaixo da construção e em contato direto com o solo. A edificação é construída logo acima dele e o peso é distribuído de forma uniforme para o solo. Uma vantagem é sua rápida execução e economia de materiais.

Já as fundações profundas ou indiretas são indicadas para solos que não possuem boa resistência nos primeiros 3 metros de profundidade. Elas transmitem a carga proveniente da estrutura pela resistência de fuste, pela lateral, e a resistência de ponta, pela base. Mais utilizada em grandes projetos, como edifícios altos. As fundações profundas mais conhecidas são:

  • Estacas: indicada para solos com pouca resistência, onde são necessárias estacas com mais de 3 metros de profundidade para atingir um solo firme para fazer a fundação. Esse tipo de fundação transmite as cargas ao solo por atrito lateral e sua escavação se dá através do trado manual ou mecânico, comumente chamado de broca.
  • Tubulões: indicada para obras com cargas bem elevadas, como pontes, viadutos e prédios de grande porte. Possui estrutura cilíndrica de fundação profunda, em concreto moldado in loco. Pode ser de aço ou concreto, sem ou com revestimento. Os tubulões podem ser feitos a céu aberto ou sob ar comprimido. 

Esses são os tipos mais comuns de fundações de uma edificação. Mas, como saber qual é o mais adequado para a sua obra?

Como definir o tipo da fundação?

Para escolher o tipo de fundação ideal para uma edificação, é necessário utilizar critérios técnicos, isto é, analisar o tipo de construção, quanto será transmitido de carga para o solo e qual o tipo de solo. Para isso, é fundamental a contratação de um engenheiro para realizar o projeto estrutural da construção. Só ele terá conhecimento técnico suficiente para definir o melhor tipo de fundação para cada obra. Mas, aqui trouxe informações importantes que podem te auxiliar nessa escolha também.

Como impermeabilizar a fundação?

Qualquer fundação precisa ser impermeabilizada do jeito correto e com o produto indicado para aquele uso. Uma falta ou falha de impermeabilização em uma fundação pode gerar problemas gravíssimos estruturais, podendo comprometer toda a construção. Sem falar nos transtornos e gastos não planejados. Por isso, invista numa boa impermeabilização e, para isso, indicamos Blok EP 2, nosso impermeabilizante semi-flexível para pressões hidrostáticas negativas, que oferece excelente impermeabilidade, flexibilidade e resistência . Para conhecer mais sobre esse produto e como utilizá-lo na sua construção, converse com a equipe da Blok

Espero que este artigo tenha te ajudado a saber mais sobre as fundações, seus tipos e como escolher a melhor para o seu projeto. E não se esqueça de utilizar Blok EP 2 nas suas fundações! Até a próxima.

Entre para o time dos
melhores profissionais
da indústria da contrução civil
e mantenha-se sempre
informado sobre os maiores
avanços da sua profissão.